Make your own free website on Tripod.com
 

 

 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

UM SONHO

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

 

 


 

Eu tenho um sonho...
Sonho com um mundo melhor.

Em meu sonho, as pessoas trabalharão sem remuneração umas para as outras.
As únicas coisas que terão realmente valor serão aquelas que não foram
compradas.
Foram dadas por amor.
Por alguém, um desconhecido qualquer que soube da tua necessidade.
Deu-se em amor e foi-se para nunca mais voltar... para nunca mais cobrar.

As pessoas somente terão razão para viver fluindo este amor:
doador, oferecido, imerecido, gratuito, infantil, ilimitado, santo,
sacrificial, divino, eternizado.

Amar é preciso. Viver não é preciso.

Será vergonhoso cobrar por coisas ou serviços.
Uma vergonha permitida pelo amor.
Sem cobrança. Só amor.

Será honroso se entregar incomensuravelmente.
Incomensuravelmente se entregar.

Um amor que envolva o ódio de tal maneira, que ele se dissolva, se evapore,
se neutralize.
Um amor tão penetrante que eu osmoseie a tua dor.
Um amor tão despojado que eu receba a tua chaga.
Um amor tão puro que eu pague o teu pecado.
Um amor tão sustentável que eu sinta a tua fome.
Um amor tão empático que eu morra em teu lugar.

Comerei a tua fome, o meu corpo é pra comer.
Beberei a tua sede, o meu sangue é pra beber.
Dos meus ossos, faça um templo, para Deus te aparecer.

Mesmo que tu,
Neste sonho não entrares,
Permita Deus,
que, enquanto eu viver,
cada instante desta vida,
eu só viva pra fazer
esta meta, este sonho,
começar a acontecer.

A certeza que eu tenho,
É que, quando acontecer,
Toda gente praticando,
pra ninguém se aborrecer,
a miséria que é tanta,
vai desaparecer.

A riqueza e a ganância
não tem mais razão de ser,
porque todos serão ricos
de amor pra se verter.

Maravilha! Paraíso!
Tu vais gostar de ver...

Entra nessa, meu amigo,
Pra depressa vir a ser.
As doenças, eu garanto,
Vão desaparecer.

A polícia, sem serviço,
vai buscar o que fazer.
As cadeias, já vazias,
são escolas de aprender
esta lei que Jesus deu:

Amar, amar, até morrer.
(E, tuas lágrimas,
para sempre,
deixarão de te chover.)

______________________________________

Heitor Reis é Engenheiro Civil.
Nenhum direito reservado.
Use e abuse!
Críticas são incentivadas.
Respondo polidamente à todas.

 

 


- Fale com Heitor Reis: heitorreis@brfree.com.br
- Leia textos de Heitor Reis publicados por terceiros clicando aqui.
- Visite também o outro site de Heitor Reis, Ditadura Civil no Brasil.

Voltar para a página inicial

 

 

clique aqui!
by Banner-Link