Make your own free website on Tripod.com

 

 

 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

TÉCNICAS DE SOBREVIVÊNCIA NA
SELVA NEOLIBERAL
(plutocrática, burguesa, elitista, etc. ...)

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

 

 

  •  
  •  
  •  
  • REZANDO A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA

     

    Art. 3; - Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

    I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

    II - garantir o desenvolvimento nacional;

    III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

    IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

     

    Art. 6; - São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição.Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio ...

     

    CAUSAS FUNDAMENTAIS DA SELVAGERIA

    É evidente a incapacidade administrativa do atual Presidente da República, descumprindo pela segunda vez sua promessa eleitoral (aqueles cinco dedos famosos, lembra-se?).

    Indivíduos, que estão se sentindo lesados neste processo de concentração de renda, tem tomado medidas momentânea e razoavelmente eficazes para equilibrar sua condição de párias.

    Como nem sempre usam os métodos reconhecidamente legais para manifestar sua insatisfação contra o sistema, cometem um grande numero de tentativas ansiosas, visando promover, por conta própria, a redistribuição da renda e riqueza nacional.

    Eles bem que poderiam reivindicar o cumprimento dos Objetivos Fundamentais da República, constantes no Artigo 3o. de nossa Constituição...

    O objetivo de eliminação da pobreza é flagrantemente negligenciado pelo sociólogo-mor, o qual priorizou o pagamento das dívidas financeiras, em detrimento da dívida social. Um verdadeiro assalto à Nação: "A dívida ou a vida." E acabam levando ambas. Não deixa de ser uma forma bastante peculiar de reduzir a miséria...

    Temos de considerar que estes meliantes na base da pirâmide social não deixam de ter alguma razão... Eles apenas imitam os que estão no vértice do poder. Afinal, pode ocorrer que morram de inanição antes de um parecer do Judiciário.

    Estes pobres ansiosos não tem recursos para pagar advogados, a fim recorrer dezenas de vezes nas várias instâncias superiores e nem para pagar as propinas cobradas, com o objetivo de promover andamento dos processos.

    E, muito menos ainda, para garantir suas condições mínimas de sobrevivência durante os longos anos que terão de esperar por uma solução.

    Considerando tudo isto, os órgãos de segurança estão aconselhando os detentores de algum bem (mas não o suficiente para adquirir veículos blindados e manter seguranças pessoais), que adotem os procedimentos abaixo, para seu próprio bem-estar.

    Na oportunidade, estes mesmos órgãos, subliminarmente (como funcionários remunerados pelo Estado falido, não podem ser mais explícitos...), declaram-se incapazes para exercer sua atividade-fim, prevenindo fatos como estes.

    Parte de seu efetivo encontra-se comprometida prioritariamente ao atendimento cinco estrelas da classe dominante, partindo do princípio de que a propriedade dos capitalistas e seus parceiros mais imediatos vale mais que a vida dos trabalhadores e desempregados. Novo insulto à Carta Magna.

    Uma outra, se dedica simultaneamente à parceria altamente rentável com empresas e cartéis locais e internacionais, que realizam vultuosos empreendimentos em atividades comerciais na área do prazer, diversões, sorteios e transportes, todos ilegais.

    O arrojado e criativo marketing desenvolvido, tem expandindo seus postos de venda e administração do negócio para dentro das próprias delegacias, bem como veículos da polícia são utilizados concomitantemente nas operações de combate, apoio, distribuição e controle do tráfico (e do tráfego).

    Evidentemente que pode ocorrer alguma concorrência desleal por parte de algumas equipes policiais na disputa pela proteção e comissionamento dos pontos de venda, redundando em atitudes violências entre os envolvidos.

    Dizem as boas línguas que a intenção da batida que a polícia dava na Favela Naval era atrapalhar o faturamento de um local sob a proteção de um grupo rival (o qual providenciou a filmagem das cenas que culminou no assassinato imputado ao "Rambo" e passou a cópia para a TV Globo).

    Como o crime organizado se proliferou até mesmo nos mais altos cargos políticos e policiais da República, vivemos debaixo da tutela do Narcoestado. A colombinização do Brasil.

     

    TÉCNICAS DE SOBREVIVÊNCIA SOBRENATURAIS

    Tendo em vista a ampla horizontalidade e verticalidade do crime, além das providências tradicionais, que aqui serão discriminadas, também é aconselhável ou mesmo compulsório, o apelo aos poderes do além, conforme a fé de cada um:

    Diretamente ao Deus-Pai, todo poderoso criador do Universo, caso você se sinta realmente filho Dele e não necessite mandar recado através de terceiros;

    Rezar à "Nossa" Senhora (ou deles, caso ela não seja sua senhora, podendo escolher entre umas quarenta delas, ressaltando apenas que a Aparecida, cuja função como Padroeira ou Madroeira do Brasil - Lei Federal 6802, de 30 de junho de 1980, tem apresentado uma performance, no mínimo, questionável em termos nacionais, ainda que com resultados particulares, reconhecidos publicamente);

    Promessas aos anjos da guarda, aos santos, beatos e almas do purgatório (mas não confunda este com um lugar, cujo sofrimento seja atenuado, pela substituição dos demônios pelas "purgas", aquele inseto impertinente, que forma conjuntos habitacionais em cães e gatos);

    Comprar, através de despachos, a proteção de Exús e entidades do culto afro-brasileiro; tomar banhos de descarrego, etc.

    Informamos ainda que, cada religião comercializa formas materiais de explicitar esta proteção, à venda nos melhores templos/lojas do ramo.

     

    TÉCNICAS DE SOBREVIVÊNCIA NATURAIS

    Considere os riscos de reagir ou não diante de um assalto e as vantagens de um curso de defesa pessoal. Discuta esta possibilidade com aqueles que sofrerão as consequências, caso ocorra uma fatalidade com você.

    Avalie séria e alegremente a possibilidade de se mudar ou voltar para o interior. Cada vez mais pessoas buscam uma qualidade de vida maior, mesmo com um salário menor em cidades médias ou pequenas.

    Mantenha uma cópia deste texto consigo para relê-lo freqüentemente. Discuta-o e aprimore-o junto com amigos e familiares. Mas não permita que as informações abaixo a perturbem ou crie pânico. Relaxe-se ... Viver é correr riscos. Mas podemos fazê-lo consciente ou inconscientemente.

     

    1) O QUE TER/CARREGAR NA CARTEIRA

    Carregue sempre duas carteiras: uma específica e previamente preparada para ser entregue ao AIRREN - Agente Informal para Redistribuição da Renda Nacional.

    RG - xerox. A lei não obriga andar com o original.

    CIC - não colocar na carteira.

    Título de eleitor - Só usar nas eleições.

    Documentos do veículo - Carregar cópia, autenticada pelo DETRAN.

    Carteira de motorista - a nova já substitui o RG.

    Cartões de crédito - Carregar só um, fora da carteira.

    Cartões de banco - Se possível, não ter ou não carregar. Caso inevitável, levar fora da carteira, escondido.

    Cheque - não apresenta perigo, pois é "sustável".

     

    2) BANCO E CAIXAS AUTOMÁTICOS

    Nunca utilizar caixas automáticos. Se inevitável, procurar as de shopping ou locais movimentados, de dia e policiados.

    Proteja bem o dinheiro ou os cheques na hora que for fazer depósito.

    Não converse com estranhos dentro ou fora do banco.

    Ao fazer um saque, nunca coloque o dinheiro ou a carteira no bolso de trás. Nem no bolso da camisa, principalmente se for transparente.

    Se desejar mais segurança, encomende com um alfaiate ou costureira um cinto de tecido resistente, com compartimento para colocar dinheiro e documentos. Use-o por debaixo da roupa. (Esta descoberta foi feita por pessoas que desejam entrar e sair do país sem registrar a quantia que levam...)

    Ao sair do banco, olhe bem para todos os lados, e certifique-se de que não está sendo seguido.

    Os cidadãos da terceira idade devem ir acompanhados pelos da segunda, pois são as mais comuns vítimas do AIRREN.

     

    3) TRANSITANDO A PÉ

    Por mais óbvio que pareça ser, a grande maioria das pessoas ainda não percebeu que a noite é menos segura que durante o dia. Os mistérios da noite tem seu preço. O risco é estimulante...

    O direito constitucional de ir e vir é somente para bandidos. Nem todos são iguais perante a lei!

    Nunca pare para falar com estranhos, estejam pedindo informações ou por qualquer outro motivo.

    O AIRREN freqüentemente vem de frente, encosta para perguntar e puxa a arma.

    Mesmo pessoas conhecidas, tem perdido parte de seu poder aquisitivo ou mesmo seus empregos, e agora já não possuem o mesmo padrão social de outrora. Portanto, tome bastante cuidado ao emprestar dinheiro ou trocar cheques, mesmo para amigos de longa data.

    Mas, sempre considere a possibilidade de praticar o amor cristão ou exercitar a filantropia, nestes casos possíveis de "pilantropia" voluntária ou não. Imagine como você gostaria de ser tratado, caso estivesse no lugar do outro.

    Não ostente correntinhas, relógios, medalhas, braceletes e outras jóias.

    Não carregue objetos de valor ou grandes quantias em dinheiro.

    Evite andar por ruas ou praças mal iluminadas.

    Separe previamente o dinheiro necessário para pequenas despesas, como café, lanche, condução, etc.

    Se achar que está sendo seguido, atravesse a rua ou entre em algum estabelecimento movimentado para buscar ajuda.

    Procure caminhar no centro da calçada e contra o sentido do trânsito. É mais fácil perceber assim a aproximação de algum veículo suspeito.

    Leve a sério o provérbio popular: "Anel de bêbado não tem dono." Bêbados são um dos pratos prediletos do AIRREN, cujos abusos jamais são confessados para os delegados ou para a família.

     

    4) NO CARRO

    Colocar tudo no porta-malas (bolsa, casacos, pastas, volumes).

    Deixe somente em lugar visível uma bolsa previamente preparada para ser entregue ao AIRREN (caso você seja do sexo feminino ou tenha o hábito de utilizá-la normalmente)

    Levante os vidros, tranque as portas e porta-malas, ao se ausentar do veículo, mesmo que seja por um minuto apenas.

    As chaves sobressalentes nunca devem ser mantidas dentro do carro.

    Procure deixar o carro em estacionamento vigiado e de sua confiança.

    Quando estacionar na rua, deixe o carro em local visível e iluminado.

    Nunca deixe dentro dele documentos, talões de cheques, cartões de crédito, etc.

    Ao chegar em casa, dê uma volta no quarteirão, antes de parar na entrada da garagem.

     

    5) NO SEMÁFORO

    Procurar parar sempre na pista da direita. O AIRREN costuma vir pelo lado do motorista, pois é mais fácil de abordar e fugir.

    Ficar atento ao que acontece nos arredores e se posicionar para dificultar a ação do AIRREN.

    Farol vermelho com poucos carros: reduzir a velocidade. Pode ser que o sinal fique verde antes de ser necessário frear o carro. Não existe assalto com o carro em movimento.

    No tráfego pesado, procurar se posicionar entre os carros, à direita.

    Manter distância do carro da frente. Se observar movimento suspeito, "cole" na lateral do carro a direita, para dificultar a abordagem.

     

    6) NAS COMPRAS

    Nunca vá sozinho. Leve sempre uma companhia, porque é mais seguro.

    Prefira pagar com cheque ou cartão, para não levar grandes quantias de dinheiro.

    Não deixe a bolsa, carteira ou objetos em locais que possam ser roubados.

    Não entre em lojas muito cheias, para evitar aglomerações.

    Procure fazer suas compras em horários de menor movimento na loja.

    Nunca mostre dinheiro em público, principalmente em bares, restaurantes, lojas, cinemas, carrinhos de pipoca, etc.

    Bolsas, carteiras ou sacolas de compras devem ser transportadas junto ao corpo e do lado de dentro da calcada.

    Evite carregar muitos pacotes ou sacolas, para não ter as duas mãos ocupadas.

     

    7) NA CONDUÇÃO

    Evite ficar sozinho em pontos de ônibus isolados, especialmente à noite.

    Em ônibus com poucos passageiros, sente-se próximo ao motorista.

    Separe antes o valor da passagem, para não mostrar seu dinheiro.

    Evite viajar em vagões vazios do metrô ou trem, principalmente à noite.

    Procure não entrar ou sair do metrô em estações com corredores muito compridos. Sendo possível, use as estações com acessos rápidos e curtos.

    Dentro da condução, coloque a carteira, a bolsa, pacotes ou sacolas na frente de seu corpo.

    Não converse com estranhos.

    Preste atenção no que acontece ao seu redor.

     

    8) DURANTE O ASSALTO

    Lembre-se: ele é tão vitima quanto você! Ou melhor, ele é mais vítima ainda, pois você ainda possui algo que ele não tem!...

    Não se culpe pela geração anterior ter-se reproduzido mais que o necessário, gerando este excedente social.

    Nunca tente explicar ao AIRREN que ele está na pior por causa do neoliberalismo de FHC! Eles, em geral, atacam a classe media por ser esta mais vulnerável e também por ser ela cúmplice da classe acima da média na espoliação da classe abaixo da média. Este processo ocorre inconscientemente, o que não permite, neste momento um debate dialético com ele.

    Nunca reaja.

    Não tente fugir.

    Encurte o tempo (não enrole).

    Não faça movimentos bruscos.

    Não porte arma (não haverá tempo ou oportunidade de usar. Além disso, caso o AIRREN descubra, ele fica com mais uma arma).

    Tente ficar (ou parecer) calmo, com fala mansa.

    Obedeça.

    Peça autorização e solicite permissão, quando fizer um movimento (caso contrário, ele pode pensar que se trata de uma reação).

    Deixe bem claro sua submissão total ao comando dele.

    Carregue sempre algum valor que possa satisfazer rapidamente o AIRREN, ou seja, a VERRCREN - Verba Reservada para Redistribuição Compulsória da Renda Nacional.

    Atenção! As medidas abaixo se destinam apenas as pessoas que tenham permanecido vivas após esta experiência ou não estejam imobilizadas em um hospital. Caso contrário, um de seus parentes mais próximo deve leva-las a cabo. Se você tiver prazer em filmes violentos, poderá agora vivenciá-los ao vivo e à cores e curtir a maior adrenalina.

     

    9) APÓS O ASSALTO

    Não ir à procura do AIRREN.

    Afaste-se imediatamente do local.

    Procure não entrar em desespero.

    Ligue o mais rapidamente possível para o 190, com as informações necessárias: endereço onde aconteceu, descrição física dele, direção da fuga.

    Encaminhe-se para a delegacia mais próxima ao fato, não da sua casa.

     

    10) DURANTE A OCORRÊNCIA

    Esteja preparado para o caso de ser assaltado também dentro da delegacia, tendo em vista este ser um dos locais bastante visados ultimamente para os membros do EXIRREN - Exército Informal para Redistribuição da Renda Nacional, visando adquirir suprimentos para seu efetivo ou libertar algum de seus companheiros.

    Não deixe que percebam, caso identifique algum militante do EXIRREN como sendo um policial de seu conhecimento.

    Não se esqueça, no caso desta eventualidade, de fazer duas ocorrências. Mas se perceber resistência, abandone logo a idéia, desculpando-se convenientemente.

    Se perceber que na delegacia funciona também alguma atividade ilegal, não demonstre isto de forma alguma.

     

    REFLEXÃO

    Após uma semana do trauma, caso você tenha sobrevivido, ou de sua família, em caso contrário:

    Convém acionar juridicamente o Estado por estar falhando em sua função de garantir a segurança do cidadão?

    Ou por não ter fornecido educação e emprego para o não-cidadão que executou a distribuição de renda sobre você? Consulte seu advogado a respeito disto. A Constituição determina que toda pessoa tem direito a uma vida digna.

    Seria apenas culpa do Governo tudo que aconteceu?

    O que você tem feito para equilibrar a manipulação da ignorância popular por parte da elite dominante?

    Você tem consciência de que cada criança que nasce na classe média, empurra para baixo toda a escala social, e coloca mais um miserável nas ruas cometendo crimes?

    Avalie se você tem feito algo para equilibrar sua própria subserviência ao poder público ou ao privado, equilibrando esta prática com uma efetiva participação social, ensinando à classe abaixo da média coisas tais como:

    não se reproduzir acima da condição permitida por sua renda atual;

    perceber a causa real da miséria que se encontra boa parte da população brasileira;

    influência dominante do poder econômico nas eleições, hipnotizando o povo com a propaganda hollywoodiana de mercenários a soldo da Plutocracia (*);

    o que é oligarquia, aristocracia, plutocracia, burguesia, elite, capitalismo, ditadura, democracia, socialismo, etc.;

    quais são os partidos políticos mais e menos comprometidos com a concentração e com a redistribuição da riqueza e renda nacional, etc.

    Se por algum motivo justificável, você esteja impossibilitado destas atitudes, mantenha sempre em sua mente ou coração (como quiser...), desejos auspiciosos de que os miseráveis venham a desfrutar, o mais breve possível da mesma qualidade de vida da qual você desfruta e anseia para sua própria família.

    Pelo menos estimule aos seus amigos classe média a também ponderarem sobre temas desta natureza.

    Caso queira interpretar esta atitude como "amor ao próximo como a si mesmo", ou "[não] fazer aos outros o que [não] gostaria que lhe fosse feito", sinta-se completamente a vontade. Mesmo que seu interesse maior seja tão somente sua própria e egoística necessidade de sobrevivência ou comodismo, já será uma grande coisa. Mas faça algo efetivo neste sentido, antes que seja muito tarde!

     

    ____________________________________________________

    Meus agradecimentos públicos à discreta e virtual net-musa (e à sua amiga), sem as quais estes mal traçados dígitos jamais teriam sido teclados, e cujas gentis sugestões para melhoria do texto a fazem co-autora, e causa da menor aspereza masculina em meus enfoques.

    Perdão por não aceitá-las totalmente!

     

    (*)

    "Plutocracia: Sociologia. Dominação da classe capitalista, detentora dos meios de produção, circulação e distribuição de riquezas, sobre a massa proletária, mediante um sistema político e jurídico, que assegura àquela classe, o controle social e econômico." (Aurélio Buarque de Holanda, Dicionário)

  •  


    Heitor Reis é Engenheiro Civil em Belo Horizonte, MG.

    Nenhum direito autoral reservado.

    Use e abuse!

    Críticas são bem-vindas.

    Respondo polidamente à todas.

     


  • - Fale com Heitor Reis: heitorreis@brfree.com.br
    - Leia textos de Heitor Reis publicados por terceiros clicando aqui.
    - Visite também o outro site de Heitor Reis, Ditadura Civil no Brasil.

    Voltar para a página inicial

     

     

    clique aqui!
    by Banner-Link