Make your own free website on Tripod.com







<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

REFLEXÕES SOBRE O CATIVEIRO

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>






A verdadeira prisão não é aquela que nos impede a locomoção física...

   
     A verdadeira prisão não é aquela que nos abstem de conviver com as pessoas...


   
    
A verdadeira prisão não é aquela que nos proíbe de desfrutar mais prazeres....

   
     A verdadeira prisão não é aquela que nos restringe aproveitar as riquezas que sonhamos acumular...

   
     A verdadeira prisão é aquela que mantém nosso espírito alucinado com coisas sem sentido e que nos levam a lugar nenhum...

   
    
A verdadeira prisão é aquela que nos constrange a não conviver conosco mesmo, a não enfrentar nossas tendências auto-destrutivas e bloqueia a voz da consciência...

   
     A verdadeira prisão é aquela que nos oferece um companheirismo fácil, onde não se encontra um amigo sincero que nos diga não...

   
     A verdadeira prisão é aquela que nos escraviza nos prazeres...
 

A verdadeira prisão é aquela que nos engana, hipnotiza e distrai, para que não percebamos o potencial infinito existente dentro de cada um de nós e nos faz mendigar na lama miserável desta inconsciência...
        

Mas na circunstância que nos limita há sempre uma porta, cujo segredo para se abrir cabe a cada um de nós descobrir. Aprender uma lição, uma experiência, é crescer além de nossos próprios limites. É sofrer a dor do parto de si mesmo; uma nova criatura que surge após cada tribulação.
 

Os covardes se amesquinham dentro de si mesmos, criando um escudo que os aliena da realidade, gerando sua própria deteriorização.
 

A verdadeira liberdade consiste em sermos escravos da verdade, da justiça, do amor desinteressado, do equilíbrio e da paz.
 

A verdadeira liberdade consiste em nos submetermos à Deus em quem habitam todas estas coisas.
 

Somente nos relacionando intimamente com Ele, na condição de absoluta dependência, alcançaremos a liberdade de sermos de fato seus filhos e participantes de sua divina natureza.
 

“Conhecereis a verdade e ela vos libertará.”(João 8:32)
 

“Eu sou a Verdade...
 

“Eu sou o Caminho...
 

“Eu sou a Vida...”são palavras da Encarnação de Deus.

Ai então nenhuma fortaleza será suficientemente grande, resistente ou duradoura para nos conter.
 

“Pois se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”(João 8:36)

 

Porque todo o resto é ilusão, perdição e morte.

 

 


- Fale com Heitor Reis: heitorreis@brfree.com.br
- Leia textos de Heitor Reis publicados por terceiros clicando aqui.
- Visite também o outro site de Heitor Reis, Ditadura Civil no Brasil.

Voltar para a página inicial

 

clique aqui!
by Banner-Link