Make your own free website on Tripod.com
 

 

 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

A ÉTICA RELIGIOSA E 

A ORIGEM  DA AUTO-ESTIMA

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<
 

 

 

Meia verdade é meia mentira!
Enfocar parcialmente um assunto é parcialidade. Óbvio!
Reconhecer apenas o aspecto negativo de uma
ideologia e considerar outra perfeita é maniqueísmo.

Mas, infelizmente é isto que, em geral, acontece,
quando intelectuais de esquerda
observam os movimentos religiosos.
(E vice-versa...)

Quando percebem as técnicas de proselitismo do inimigo,
obtendo mais resultados que as suas próprias,
eles preferem condenar a eficácia alheia,
a refletir sobre sua própria incompetência.

Fazem a mesma coisa em relação ao Capitalismo.
Infelizmente de forma superficial e inconseqüente.
Não percebem que o fundamento  sustentador
do regime condenado está no mais íntimo da
natureza humana: o individualismo, o egoísmo
e a insegurança.

(O Capitalismo é apenas um fruto natural
de nossas crenças e valores mais profundos.)

Justamente assim também avaliam
os movimentos religiosos.
Não estão sensíveis ao clamor de aspectos
mais sutis da psique humana.
Muito menos desejam usá-los a seu favor.

Paradoxalmente, são extremamente brandos
ou nem sequer cogitam das versões mais modernas
e mais disseminadas ainda de ópio do povo:
futebol, automobilismo, alcoolismo, sensualismo,
televisismo, etc.

Petrificados na mídia intelectual,
recusam a linguagem emocional,
como se ambas fossem mutuamente excludentes.
Limitam-se normalmente a regurgitar
seus chavões tradicionais,
inflamados de despeito e rejeição.

A busca da justiça social é algo nobre e elevado,
motivo pelo qual temos de reconhecer o valor
da doutrina Socialista.
(Mas há uma diferença muito grande entre o alvo
e os meios pelos quais se pretende chegar lá.)

Tanto que nos surpreende o fato de ser determinado
exatamente assim em nossa Constituição,
e tão pouco se apoiarem nela,
aqueles que comungam deste mesmo objetivo:
 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Art. 3º - Constituem objetivos fundamentais
        da República Federativa do Brasil:
I    -  construir uma sociedade livre, justa e solidária;
II   -  garantir o desenvolvimento nacional;
III  -  erradicar a pobreza e a marginalização
       e reduzir as desigualdades sociais e regionais;
IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem,
       raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas
       de discriminação.

Art. 6º - São direitos sociais a educação, a saúde,
o trabalho, o lazer, a segurança,  a previdência social,
a proteção à maternidade e à infância, a assistência
aos desamparados, na forma desta Constituição.

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

A defesa de sua ideologia se torna mais importante
que o objetivo que ela pretende atingir.

Os mesmos revolucionários de outrora
(hoje relativamente acomodados, contaminados
ou cansados de tantas batalhas)
não parecem muito interessados em reivindicar
os direitos assegurados pelo documento maior
da República.

Parece que estão cegos!

Ou melhor, apenas enxergam a defesa da propriedade,
também defendida na Constituição.

Da mesma forma também não querem
ou não conseguem ser sensíveis aos resultados
positivos obtidos pelos Evangélicos,
mesmo apesar de criticáveis naquilo que é realmente fato.

Por que não computar o saldo, mesmo considerando os problemas,
tão comuns em qualquer organização, mesmo de esquerda?

Não temos todos esta capacidade compulsória e
democraticamente disseminada de errar frequentemente?

Reconhecer algo de positivo no inimigo
vai contra as normas gerais do comportamento político,
havendo, neste aspecto, profunda comunhão
entre a direitona e esquerdistas.

Estamos navegando numa maionese cultural,
gerada após séculos dominados por uma religião
que tinha como princípios fundamentais:
1. proibir a leitura da Bíblia aos seus adeptos;
2. centralizar a interpretação das Escrituras
    somente na classe eclesiástica;
3. direcionar a alfabetização somente para os
    membros da elite econômica,
    com a qual fazia dobradinha
    para o exercício do poder.
4. estabelecimento de dogmas,
    aos quais a população deveria se submeter,
    para não sofrer as mais variadas penas.

Naturalmente, esta Ética iria produzir um país
diferente dos Estados Unidos da América,
onde ocorria justamente o oposto.

Esta estratégia somente mudou pelo fato
de estar perdendo espaço no mercado religioso,
e, naturalmente, reduzindo-lhe o faturamento,
o que a obrigou adotar técnica da concorrência.
Quase literalmente.

Mesmo considerando o que ocorre de positivo
na ICAR - Igreja Católica, Apostólica Romana
(Madre Tereza, Francisco de Assis,
Irmã Dulce, Dom Helder do Dom, etc.),
convém conhecermos também o
outro lado da moeda:

Foi a religião oficial do Estado
e continua basicamente como
a religião extra-oficial do Estado.
Uma questão de fato:
 

=================================================
Lei Federal 6802, de 30 de junho de 1980

Declara feriado nacional o dia 12 de outubro,
consagrado a Nossa Senhora Aparecida,
Padroeira do Brasil.
O Presidente da República
Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte lei:
Art. 1 É declarado feriado nacional o dia 12 de outubro, para culto público
e oficial a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do
Brasil.
Art. 2 Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.
JOÃO FIGUEIREDO
Ibrahim Abi-Ackel

=================================================
 

Crimes católicos,  críticas históricas ao Catolicismo,
e as cumplicidades da ICAR com o fascismo:
http://www.geocities.com/CapitolHill/Senate/4801/
 

Catolicismo como causa de pobreza de seus adeptos:
http://www.unifran.br/pessoais/daltro/autoritarismo__pobreza_e_atraso.htm
 

Part of The International Journal of Psychiatry - ISSN 1359 7620
- A trade mark of Priory Lodge Education Ltd
Psychiatry On-line Brazil - Current Issues (2) 11 1997
http://www.polbr.med.br/relig.htm

Fonseca (1991) aponta que pessoas
que vivem em cidades costuma misturar práticas
e crenças religiosas de origens diversas
dependendo de suas condições concretas de vida.

Oro (1994) aponta que a identidade religiosa
é marcada pela pluralidade,
o que leva uma pessoa a buscar
o mercado livre de serviços religiosos
de acordo com a função que atribui a cada um:

(1)    "quando se precisa de dinheiro,
         procura-se um templo protestante;

(2)    quando a questão é sentimental ou de saúde
         procura-se um centro espírita ou Umbanda e

(3)    quando tudo vai bem procura-se a igreja católica"

(Oro, 1994; Burdick,1993; Fonseca,1991; Loyola,1982; Brandão,1979).
Escrito por: Cristina Pozzi Redko
Antropóloga, em doutoramento na Universidade da McGill, Canadá
 
 

Enquanto isto, a instituição milenar fica cada vez mais rica:

http://www.cpdee.ufmg.br/~sonic/artigos/art005.htm
Soma das áreas rurais de grupos católicos seria suficiente para assentar
cerca de 22 mil famílias de sem-terra
Igreja Católica possui 330,6 mil hectares

Portanto, quando ela apoia o MST - Movimento dos Sem-Terra,
seu real objetivo é desviá-los para que
ocupem as terras dos outros.
 
 

"Os Bilhoes do Vaticano"
Autor: Avro Manhattan
ISBN: 0-937958-16-6
Preço: $11.50
Páginas: 304 - livro de capa mole
http://www.chick.com/catalog/books/0183.asp

Igreja católica é mais rica que você poderia pensar

Com eficácia devastadora, explica Avro Manhattan como os Papas roubaram a
riqueza do mundo pelos séculos. Ele expõe os truques incríveis jogados em
reis, e o envolvimento papal com os bolcheviques. Você lerá com assombro a
lista de corporações em mãos de católico, e vê por que o papado reivindica
propriedade do Americas.
 
 
 

Os Crentes, ao insistir na leitura diária da Bíblia,
na discussão, interpretação e explanação do texto,
por parte de seus correligionários,
desde a mais tenra idade,
tem produzido um ser humano com alguma capacidade
a mais que outros na mesma circunstância,
mas que não se envolvam com esta atividade.

Afinal, auto-estima é, antes de tudo uma questão de fé.
Seja em si mesmo ou em uma entidade espiritual.
Quem mais investe nesta área, certamente,
mais colherá.

O cântico freqüente, o sentido de grupo,
o tempo elevado em que passam juntos,
o empenho em orar desesperadamente
para que ocorra um milagre e solucione
um problema impossível na vida do outro
(mesmo que não ocorra, alivia a tensão,
a pessoa sente que alguém se interessa;
que é verdadeiramente amada),
a fraternidade e solidariedade explícitas fazem grande
diferença entre o que ocorre, em geral,
no insípito e superficial relacionamento promovido
entre os adeptos do Catolicismo
e deles com Deus.

Enquanto os Evangélicos falam direto com o Criador
(E com que entusiasmo! Entusiasmo = in theos, em deus)
os demais necessitam mandar-Lhe recados por um batalhão
de nossas senhoras, santos, beatos, almas do purgatório,
espíritos africanos e demais supostos mensageiros do além,
todos manipuláveis mediantes certas condições.
Uma burocracia e jogo de interesses
dignos do que resplandece no planalto central do país.

O comedimento ou abstinência na bebida,
tabagismo, drogas, endividamento,
adultério, festividades mundanas, uso da tv, etc.,
adicionam outro fator de economia e produtividade.

O operário Evangélico estará, em geral,
mais lúcido e disposto para o trabalho
na segunda feira que outro qualquer.

Possui a consciência tranquila de que todos
seus pecados foram perdoados (catarse),
de que realmente é um filho de Deus,
uma nova criatura, regenerado, nascido de novo,
salvo, e caminhará nas ruas de ouro com Jesus.
Leve, livre e solto...

Sua frugalidade permite um direcionamento
mais construtivo para um mísero salário.
Mesmo entregando um décimo ou mais dele
para a instituição religiosa,
ainda obtém um resultado superior
a média dos brasileiros.

Estes, em geral, depositam religiosamente seus dízimos e ofertas
nos butequins, danceterias, tabagismo, bocas de fumo,
jogos de azar, prostíbulos, poligamia, estádios, médicos,
medicamentos, despachos nas encruzilhadas,
aquisição de armas e similares.

Basta, para constatação, visitar barracos de famílias
com o mesmo poder aquisitivo e com Éticas diferentes
em qualquer favela das grandes cidades
(ou mesmo em ambientes mais bucólicos).

O que Max Weber, Vianna Moog e outros perceberam,
pode ser observado também hoje dentro de nosso próprio país,
demonstrando que
(1) a cultura anglo-saxônica,
(2) o estilo da colonização adotado
(3) e nem mesmo o clima mais frio dos EUA
(contemporâneo do, e ex-colônia como o Brasil)
são fatores determinantes para geração de riqueza,
como defendem alguns:
 

A ÉTICA PROTESTANTE E A IDEOLOGIA DO ATRASO
BRASILEIRO de Jessé Souza
Revista Brasileira de Ciências Sociais
vol. 13 n. 38  São Paulo Oct. 1998
Print ISSN 0102-6909
http://www.scielo.br/cgi-bin/fbpe/fbtext?got=last&pid=S0102-6909(98)01303806
&usr=fbpe&lng=pt&seq=0102-6909-004&nrm=iso&sss=1&aut=71981947
 
 
 

Segue abaixo resumo da reportagem de capa
da Veja de 02/07/99 para reforçar esta visão das coisas:
"EVANGÉLICOS: Como a religião está ajudando
pessoas humildes a conquistar o reino da terra"

<><><>>><><>>><><>><<>>><>>>><>>

SOLDADOS DA FE E DA PROSPERIDADE
(paginas 86 a 93):
http://www2.uol.com.br/veja/020797/p_086.html

Ricardo Mariano, sociologo da USP,
e a antropóloga Regina Novaes,
do Instituto de Estudos da Religiao,
descobriram que os evangélicos
"adaptaram-se e geraram o maior vetor
de acomodacao social da atualidade",
se afirmando "como uma opcao ao
tráfico de drogas".

Um rebanho ordeiro, trabalhador,
que vem galgando a pirâmide social
com velocidade assombrosa
... de alguma maneira a religião acabou
sendo útil aos convertidos.

Vencendo o preconceito e o desconhecimento,
uma nova fornada de estudos acadêmicos
sobre o tema é capaz de relacionar
os seguintes benefícios:

1. A professora de sociologia Cecilia Mariz , da UERJ,
    defendeu tese de doutorado na Universidade de
    Boston a respeito da melhor alfabetizacao dos
    crentes.
    O analfabetismo entre eles atinge apenas 9,5%,
    contra 20% da populacao brasileira em geral.
    O costume protestante de promover a leitura cotidiana da Biblia,
    e, mais do que isso, de obrigar o fiel a ler os textos sagrados
    antes de convertê-lo, transformou-se numa
    verdadeira revolução educativa.
    Exatamente a parcela de brasileiros muito pobres,
    na qual se incluem 19 milhões de analfabetos,
    é alvo privilegiado da pregação pentecostal.

2. Mesmo quando pobres, 80% dos evangélicos
    não admitem a hipótese de seus filhos adolescentes
    entre 12 a 17 anos  deixarem de estudar para trabalhar.
    Na população em geral, o imperativo do estudo
    atinge apenas 60%.

3. Sem dogmas que impeçam o planejamento familiar...
    entre as famílias evangélicas pobres, o número de filhos
    é 25% menor que entre a população brasileira.
    Sexo sem filhos: 74% das casadas usam método contraceptivo.

4. Realizam trabalhos de recuperacao de dependentes
    de drogas e álcool em 270 clínicas espalhadas pelo Brasil.
    Elas atendem 12.000 pessoas com índices de eficiência
    semelhante aos obtidos por instituições reputadas,
    como os Alcoólicos Anônimos: 60% de recuperação.

5. Uma sólida corrente de solidariedade entre os fiéis
    garante que um ajude o outro na hora do desemprego
    ou da dificuldade financeira. Evangélico empresário
    prefere empregar irmãos de fé ou candidatos à conversão.
    São responsáveis pelo surgimento de 600.000 empregos,
    cinco vezes mais que os postos gerados
    diretamente pela indústria automobilística.

6. O fato de pregar que o paraiso é [também] aqui e agora
    - depende de acreditar, pagar [dizimos e ofertas]
    e trabalhar - tem conseguido  movimentar uma legião
    de miseráveis, que não mais se acabrunham diante
    das vicissitudes da vida, à espera do paraiso de além-túmulo.
    Seiscentos mil católicos  deixam a cada ano a guarda
    do Vaticano para ingressar nesta aventura.

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Contudo, o reducionismo maquiavélico e maniqueísta
de alguns, tem centrado esta questão sobre a IURD,
Igreja Universal do Reino de Deus, como se ela fosse
uma digna representante da comunidade evangélica
brasileira.

Segundo a própria reportagem de Veja
isto não teria sentido (1996):

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

DENOMINAÇÃO           ADEPTOS     %

Assembléia de Deus ......- 2,9 milhões - 18,5
Igreja Batista               ...- 1,8 milhões - 11,5
IURD                            -  0,3 milhão  -   0,2

(Dados de 1996)
<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Mas podemos criticá-los justamente por votar
porque o Pastor mandou e o alinhamento
de seus representantes basicamente com a direita.

Por outro lado, podemos também avaliar porque a esquerda
não consegue se aproximar mais desta comunidade,
já que ela também defende em seu próprio
documento fundamental (Bíblia), a justiça social.

Se por um lado, eles são individualistas,
sem se interessar pela luta social,
são fraternos e solidários entre sí.

Havendo preconceitos de ambos os lados,
a quem caberia quebrar o gelo?

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
 

(Mateus 19:21 a 24) "Disse-lhe Jesus:
Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens
e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu;
e vem, e segue-me.E o jovem, ouvindo esta palavra,
retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades.
Disse então Jesus aos seus discípulos:
Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus.
E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo
pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus."
[Certamente se incluem aqui igrejas ricas também.]

(Lucas 6:24 a 25) "Mas ai de vós, ricos!
porque já tendes a vossa consolação.
Ai de vós, os que estais fartos, porque tereis fome.
Ai de vós, os que agora rides, porque vos lamentareis e chorareis."

(Lucas 12:33,34) "Vendei o que tendes, e dai esmolas.
Fazei para vós bolsas que não se envelheçam; tesouro nos céus
que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói.
Porque, onde estiver o vosso tesouro,
ali estará também o vosso coração."

(Lucas 14:12,13) "Quando deres um jantar, ou uma ceia,
não chames os teus amigos, nem os teus irmãos,
nem os teus parentes, nem vizinhos ricos,
para que não suceda que também eles te tornem a convidar,
e te seja isso recompensado. Mas, quando fizeres convite,
chama os pobres, aleijados, mancos e cegos,"

(Atos 2:44,45) "E todos os que criam estavam juntos,
e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens,
e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister."

(1Timóteo 6:17) "Manda aos ricos deste mundo
que não sejam altivos, nem ponham
a esperança na incerteza das riquezas,
mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas,
para delas gozarmos;
{Atenção aqui! Nem só de sofrimento, vive o Cristão...}

<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Muitas vezes é ressaltado apenas o aspecto,
também defendido no Evangelho,
do desapego à coisas materiais e aos prazeres desta vida.
Mas a Bíblia prega, além de tudo, o equilíbrio, a temperança:

(Gálatas 5:22) "Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz,
longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, *temperança*."

Por que a esquerda não estimula os Evangélicos
Progressistas que já fazem parte de seus quadros,
para que desbravem intensivamente estes novos horizontes?
http://www.wasny.com.br/CCristao_mai.htm

Eles são a primeira geração que realiza a síntese
do emocionalismo espiritual com o materialismo dialético.

Quem sabe um dia, conseguiremos unir
a capacidade de arregimentação dos Protestantes
com a militância política dos Socialistas?
Infelizmente não parece haver alguém de peso interessado nisto.
Serão outros 500 anos.
A menos que se discuta e aprove algo neste sentido
no próximo Congresso do PT...
(Infelizmente isto não ocorreu em novembro/99.)

Mas, será mais fácil se nos afastarmos das ideologias
e nos unirmos em torno de um único e unânimente aceito objetivo:
instaurar a Democracia no país.
O resto será uma barbada.
Caso contrário, a barbárie!

Mas para isto, teremos de converter a apopléxica e
cega esquerda brasileira, para que tenha a revelação
de que a Democracia sequer ainda existe.

Sequer percebem que todo o poder não emana do povo,
mas do poder econômico, definindo a maioria
dos cargos disputados nas eleições.

O proletário, hipnotizado pelo brilhantismo do marketing
político, vota contra seus próprios interesses.

Enquanto isto, os revolucionários socialistas
se sentem muito felizes com a troca da farda verde-oliva
pelo terno do ditador civil de plantão,
que representa o interesse do capital estrangeiro
e local: Plutocracia. (*)

E se adestram no uso do marketing eleitoral,
na busca frenética de financiamento para suas campanhas,
macaqueando simiescamente o método opressor.
 
 

___________________________________________________________

(*) "Plutocracia: Sociologia.
Dominação da classe capitalista,
detentora dos meios de produção,
circulação e distribuição de riquezas,
sobre a massa proletária,
mediante um sistema político e jurídico,
que assegura àquela classe,
o controle social e econômico."
(Aurélio Buarque de Holanda, Dicionário)
 

Heitor Reis é Engenheiro Civil em Belo Horizonte, MG
Sem direitos autorais reservados.
Use e abuse!
Críticas são bem-vindas.
Respondo polidamente à todas.

 


- Fale com Heitor Reis: heitorreis@brfree.com.br
- Leia textos de Heitor Reis publicados por terceiros clicando aqui.
- Visite também o outro site de Heitor Reis, Ditadura Civil no Brasil.

Voltar para a página inicial

 

clique aqui!
by Banner-Link